Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Galo faz sua parte, bate Inter e torce por tropeço do Timão

Foto: Reprodução
Foi no sufoco, sofrido, como o torcedor do Atlético-MG gosta de dizer, mas no tira-teima da temporada contra o Internacional, o Galo levou a melhor e venceu por 2 a 1, no Independência, nesta quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro. Os três pontos serviram para deixar o time a dois pontos do líder Corinthians (61 pontos), pelo menos até às 19h30 (de Brasília), desta quinta-feira, quando a equipe paulista, que agora entra pressionada para não deixar o concorrente direto encostar, enfrenta o Goiás, na Arena Corinthians.
Lucas Pratto abriu o placar, de pênalti, mas Paulão empatou ainda no primeiro tempo. No segundo tempo, Marcos Rocha deu números finais ao importante triunfo. No tira-teima do ano, o Atlético-MG também levou a melhor: duas vitórias mineiras, contra uma derrota e um empate. Com o dever de casa feito, agora resta aos atleticanos secarem o Corinthians para que essa desvantagem se mantenha, ou seja ampliada somente para os três pontos que podem ser tirados no confronto direto do Horto, no dia 1º de novembro, pela 33ª rodada do Brasileiro.
Ao Internacional fica o consolo de ter vendido caro a derrota para o postulante ao título, mas muito pouco para um time que vislumbra a quarta vaga na Libertadores do ano que vem. Com o resultado, o Atlético-MG chegou aos 59 pontos, enquanto o Internacional permaneceu com 44, na oitava posição. No próximo domingo, o Colorado vai até o Rio de Janeiro, onde encara o Flamengo, no Maracanã, às 16h. Às 18h30, na Ilha do Retiro, em Recife, será a vez do Galo encarar o Sport.
A supremacia do Atlético-MG na posse de bola foi perdendo fôlego à medida que o jogo se desenrolou. No fim do primeiro tempo, a estatística apontava vantagem mínima para os mineiros, 51% a 49% em posse de bola. Mas, apesar do equilíbrio aparente dos números, o time da casa foi bem superior ao Internacional, tanto que aos 15 minutos, Rodrigo Dourado acabou se atrapalhando dentro da própria área e meteu a mão na bola: pênalti para o Galo, convertido por Lucas Pratto um minuto depois - o 12º dele no Campeonato Brasileiro.
Em desvantagem, o Colorado não conseguiu reagir e assustar o goleiro Victor. Mas, lá atrás, a sucessão de erros dos donos da casa impedia que o prejuízo fosse maior. Antes dos 35 minutos, pelo menos duas ocasiões claras foram desperdiçadas, a mais evidente com Giovanni Augusto, que acabou carimbando o poste.

E como as máximas do futebol nunca envelhecem, o castigo para os mineiros veio na primeira chegada efetiva do Inter. Depois de escanteio cobrado por Anderson, Paulão subiu livre para mandar uma testada violenta no fundo das redes de Victor. Tudo igual aos 38 minutos. Mesmo pouco eficiente, o Inter terminou o primeiro tempo com quase a mesma posse de bola do rival, além de ter alcançado a igualdade no placar. 
Mais difícil
Apesar de continuar superior ao rival na segunda etapa, o Galo não encontrou as mesmas facilidades dos primeiros 45 minutos. Com mais presença no campo de ataque e precisando da vitória para seguir alimentando o sonho de disputar a Libertadores do ano que vem, o Colorado tornou o jogo dramático.

Um pouco de tranquilidade veio aos 24 minutos. Muriel deu rebote em chute de Douglas Santos e Marcos Rocha não perdoou, desempatando o jogo. Logo depois o goleiro colorado se redimiu e efetuou dois milagres seguidos nos pés de Cárdenas, que havia entrado. A partir de então o drama existiu, com o Inter atacando em busca do empate, com o Galo desperdiçando algumas oportunidades no fim da partida. Coube a André Luiz de Freitas Castro, o árbitro do jogo, acabar com a agonia dos mineiros ao encerrar a partida aos 49 minutos. Festa no Horto, que mais do que nunca acredita no bicampeonato Brasileiro.
globoesporte.com
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário