Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Ainda pulsa: Vasco vence o Santos e mantém chances de fuga do Z-4

(Foto: André Durão / GloboEsporte.com)
O Vasco segue desafiando o improvável neste segundo turno de Campeonato Brasileiro. A batalha contra a matemática da queda - que chegou a 99% - será levada até as últimas consequências. A vitória na tarde deste domingo por 1 a 0 em cima do time reserva do Santos, em São Januário, mantém as chances de fuga do rebaixamento do Gigante da Colina para a última rodada da competição. E para viver a bonança, foi preciso paciência para esperar a estiagem de uma tempestade. A partida começou com mais de uma hora de atraso por conta de uma forte chuva que caiu na Zona Oeste do Rio de Janeiro antes do apito inicial.

A vitória mantém o Vasco na 18ª colocação, mas agora com 40 pontos - a um de sair do Z-4. A má notícia do dia ficou por conta da vitória do Coritiba, em São Paulo, em cima do Palmeiras. O Gigante da Colina joga agora todas as suas fichas na última rodada justamente contra o Coxa, no Couto Pereira, no próximo domingo. Só a vitória - combinada com tropeços de Avaí e Figueirense - interessa. O Santos, por sua vez, deu adeus às possibilidades de G-4 neste Brasileirão. Porém, antes de encerrar o ano diante do Atlético-PR, na Vila, o Peixe decide a Copa do Brasil - onde tem a vantagem do empate - na quarta-feira no duelo contra o Palmeiras, na casa do adversário.

Goleada de... 1 A 0

A eletricidade das arquibancadas de São Januário contagiou o time do Vasco. Dispensando qualquer tipo de postura conservadora, o Gigante da Colina se lançou desde o primeiro minuto. Um pequeno efeito colateral da abertura apareceu apenas no início: Martín Silva teve que operar um milagre em cabeçada de Nilson. Depois do susto, total domínio carioca. Foram pelo menos três chances reais de gol - Nenê perdeu duas delas. Porém, a capa de vilão não serve ao camisa 10 do Vasco. Aos 44 minutos, depois de desperdiçar as oportunidades, Nenê sofreu e converteu pênalti com extrema categoria: 1 a 0.

A etapa final foi marcada pelo equilíbrio. O Vasco não diminuiu o ímpeto, e o Santos deixou o setor defensivo. O resultado foi um jogo mais aberto, com os goleiros aparecendo como destaques. Martín Silva salvou o gol de empate dos paulistas após chute de Leandro, de dentro da pequena área. Do outro lado, Vanderlei, depois de cometer pênalti no primeiro tempo, evitou um placar mais elástico na etapa final. Isso porque o Vasco martelou até o fim. Depois de quase cinco meses, os cariocas voltaram a comemorar uma vitória dentro de São Januário.

Chuva atrasa início do jogo

São Januário foi atingido por uma forte chuva uma hora antes de a bola rolar. Por conta do risco aos atletas e com o gramado completamente encharcado, o árbitro Leandro Pedro Vuaden - depois de duas inspeções - teve que adiar para 18h o início da partida. Os vestiários ficaram debaixo d'água e o entorno do estádio completamente alagado. Os jogadores do Vasco tiveram que passar no meio da galera para acessar o gramado para o trabalho de aquecimento. Com a bola rolando, o gramado não apresentou problemas, apesar de uma chuva fina ter persistido até o apito final.

globoesporte.com
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário