Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Novos valores de hora/aula para centros de formação vigoram a partir de janeiro

Foto: Ilustração
O Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran-AL), estabeleceu, através de publicação no Diário Oficial do Estado, os preços mínimos e máximos que os Centros de Formação de Condutores (CFC) do Estado deverão cobrar por hora/aula. A medida visa acabar com a disparidade nos valores para emissão da primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
De acordo com a publicação, a proposta foi aprovada por unanimidade em uma reunião mensal, realizada em outubro, entre a direção do Detran e representantes das autoescolas de Alagoas. O decreto entra em vigor a partir de 2 de janeiro de 2016.
Segundo o decreto, o valor mínimo da hora/aula para o curso teórico é de R$ 6,07 e o máximo de R$ 50,54 e R$ 60,54, respectivamente. Já nos cursos práticos a categoria A ficou com valor mínimo de R$ 24,18 e o máximo de R$ 34,77; na categoria B, o valor mínimo é de R$ 35,07 e o máximo de R$ 45,66; nas categorias C e D, os valores mínimos são R$ 59,04 e máximos R$ 71,04; e na categoria E, o preço mínimo é de R$ 87,40 e o maior, de R$ 97,40.
Segundo o superintendente Operacional de Trânsito, José Williams da Silva, se houver descumprimento por parte dos Centros de Formação de Condutores, eles estarão sujeitos a penalidades.
“Os centros deverão receber uma advertência por escrito, além da suspensão das atividades por até 30 ou 60 dias, e a cassação do credenciamento com o órgão”, explicou o superintendente.
Ele frisa que os Centros de Formação de Condutores deverão afixar, em local visível e de fácil acesso, cópia da portaria e de cartaz com a tabela com os valores anterior, com a exclusão das taxas cobradas pelo Detran.
“A prática de preços fora do desvio padrão e que possam sugerir descumprimento na obrigação de prestação dos serviços em desacordo com a carga horária e as grades curriculares ensejarão imediata apuração, por parte dos órgãos de fiscalização do órgão, sujeitando os faltosos às medidas sancionadoras correspondentes”, concluiu José Williams da Silva.
Agência Alagoas
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário