Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Mesmo sem exibir grande futebol, CSA estreia no Alagoano com 3x0 sobre Penedense

Placar foi construído no 2º tempo e adversário terminou a partida sem treinador e dois jogadores a menos  COMENTE
CSA conseguiu a vitória em sua estreia no Estadual
FOTO: CORTESIA
Apesar de não exibir um grande futebol, o CSA estreou no Campeonato Alagoano com vitória por 3x0 sobre o Penedense, na tarde deste domingo (24), em partida disputada no Estádio Gerson Amaral, na cidade  de Coruripe, no Litoral Sul,  onde o representante de Penedo vai mandar seus jogos nesta temporada.

Os gols, todos no 2º tempo, foram assinalados por Didira, Jean Cleber e Kauhan. Já o Penedense, além de perder, teve ainda os jogadores Rodrigo e Diego Renato, como também o treinador Ewerton Câmara, expulsos.

Na rodada do meio de semana, o CSA joga em Maceió contra o Ipanema, enquanto que o Penedense vai a Palmeira dos Índios para enfrentar o CSE.

O jogo

A partida, que teve um breve atraso por causa da ausência do desfibrilador, começou com o CSA indo pra cima do Penedense, tanto que já aos cinco minutos o goleiro Rudison teve que socar para fora de sua área uma cobrança de falta do meia-atacante Bismarck. O Azulão, que não contou com o lateral-direito Hudson, contundido, centralizou suas ações pelo lado esquerdo. Mas, com um meio de campo pouco criativo, esbarrou na cerrada marcação adversária.

O CSA foi absoluto até os 30 minutos, quando a partir daí o Penedense ensaiou jogadas de ataque, porém mais por erros de passe do Azulão. Dizendo que seu time foi lento no 1º tempo, o técnico Oliveira Canindé resolveu mexer no intervalo. Com dois jogadores do meio de campo já com cartões  "Henrique Choco e Cleyton" -, o comandante azulino decidiu tirar este último e lançar o atacante Kauhan.

O CSA ficou mais agressivo, mas permitiu ao Penedense adiantar seu time, tanto que deu trabalho no começo da segunda etapa. Após conseguiu uma série de escanteio, fato não visto no 1º tempo, o Penedense poderia ter aberto o placar aos 11 minutos com Marcos Bala. Mas o goleiro Jeferson cresceu na sua frente e o atacante ribeirinho acabou tocando pra fora.

Este susto acordou o CSA, que três minutos depois acertou a trave adversária por meio de falta cobrada pelo lateral-esquerdo Panda. Aos 16 minutos, Didira invadiu a área adversária e foi derrubado por Rodrigo. O lateral-direito, que já estava de amarelo, foi expulso. Aos 18 minutos, o próprio Didira foi para a cobrança do pênalti e tocou no canto direito. Goleiro Rudison ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar que ela entrasse em sua meta.

Quando o jogo foi reiniciado, o Penedense foi ao ataque e o armador Diego Renato, ao entrar na área azulina, caiu pedindo pênalti. Por simular e já ter levada cartão amarelo, também foi expulso. Inconformado, treinador Ewerton Câmara esbravejou e tomou o mesmo caminho de Rodrigo e Diego Renato.

Apesar de inferiorizado numericamente, o Penedense voltou a se fechar e aguardou um momento de erro do CSA. E quase deu certo porque aos 43 minutos, em cobrança de falta, atacante Deivid falta, com perigo, e obrigou o goleiro Jeferson a trabalhar para evitar sua meta ser vazada.

Com o jogo se aproximando do fim, as emoções não pararam aí, já que as alterações feitas por Oliveira Canindé deram resultado, pois no minuto seguinte ao susto tomado o CSA ampliou para 2x0. Bismarck ultrapassou o meio de campo e deu passe para o também meio-campista Jean Cleber. Este, de fora da área, resolveu arriscar e acertou o ângulo esquerdo da meta defendida por Rudison.

E tinha mais! Já nos acréscimos, aos 46, Rafinha, último a entrar, em lugar do lateral-direito Ronaldo, foi à linha de fundo e cruzou. O também reserva Kauhan acompanhava o lance e finalizou. A bola ainda bateu no poste direito antes de entrar.
O CSA pulava para um inesperado 3x0 e dois minutos depois houve o apito final.

Penedense: Rudison, Rodrigo, Cleriston, Davis e Jan (Wesley); Leo, diego Renato, Deboche (Alisson) e Capela; Marcos Bala (Drei) e Deivid. Técnico: Ewerton Câmara.

CSA: Jeferson, Ronaldo (Rafinha), Leandro Souza, Douglas e Panda; Jean Cleber, Henrique Choco (Sorin), Cleyton (Kauhan) e Didira; Bismarck e Rafael Oliveira. Técnico: Oliveira Canindé.

Árbitro: José Reinaldo Figueiredo (CBF/AL).

Assistentes: Maxwell Rocha da Silva (CBF/AL) e Cláudio Camilo da Silva (FAF).

Gols: Didira (18'), Jean Cleber (44') e Kauhan (46') do 2º tempo.

Renda: 31.830,00. Público: 1964 pagantes.

Por Francisco Cardoso | Portal Gazetaweb.com  
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário