Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Renan Filho anuncia construção do novo hospital em Delmiro Gouveia

Foi dado o primeiro passo para mudar a concepção do Hospital Escola Portugal Ramalho. A largada foi dada, nesta quinta-feira, 28, com a assinatura da ordem de serviço para a construção do novo Ambulatório de Referência em Especialidades Médicas e Áreas Afins da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), que será na sede do Portugal Ramalho. A mudança de postura na Saúde Pública continua com o anúncio do governador Renan Filho confirmando que vai iniciar, ainda este ano, a construção de hospitais na capital e no interior.

O governador comprova assim que este é o ano da preparação da Saúde Pública de Alagoas. Ele põe a Uncisal num patamar primordial na melhoria da capacitação do profissional de Saúde Pública do Estado. E no lançamento dos ambulatórios, Renan Filho manifestou seu entendimento sobre a necessidade de novos hospitais em Alagoas. O novo ambulatório é, na verdade, a ampliação do serviço do Hospital Portugal Ramalho, visto que ele se transformará no Hospital das Clínicas de Maceió.

“Há, pelo menos 30 anos, não se constrói um hospital em Maceió. Vamos assim enfrentar o desafio de construir hospitais. O de Clínicas será construído com recursos próprios do Estado, serão investidos R$ 40 milhões”, confirmou Renan Filho, que está com o projeto concluído e com obras a serem iniciadas este ano.

Em paralelo, no interior, serão construídos três hospitais regionais a princípio: um em Porto Calvo, outro em Delmiro Gouveia, e por fim um derradeiro em União dos Palmares (o São Vicente, que será ampliado). Os dois primeiros devem custar em torno de R$ 20 milhões para os cofres do Tesouro Estadual. Tais unidades serão responsáveis pela regionalização dos serviços para desafogar o Hospital Geral do Estado.

Renan Filho afirmou, sobretudo, que para erguer o Hospital Metropolitano precisará de um empréstimo. O Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID) já acenou positivamente com um considerável aporte de recursos. Já a Maternidade de Risco Habitual dispõe atualmente de R$ 38 milhões – conseguidos de imediato R$ 16 milhões por meio de Medida Provisória.

“Vamos fazer a licitação para construção ainda em 2016”, assegurou o governador que vai seguir batalhando para começar as obras ainda este ano da Maternidade de Risco Habitual, do Hospital de Clínicas e ainda correr atrás de recursos para o Hospital Metropolitano – inserido no financiamento do BID; inclusive, projeto esse elogiado pela equipe do banco.

Todos os serviços, conforme reforçou o governador, terão o apoio da Atenção Básica, pois ela será fortalecida para trazer para perto do Estado a gestão da saúde nos municípios. 

  Agência Alagoas
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário