Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

CRB abre o placar, mas CSA marca no 2º tempo e clássico termina empatado em 1x1

Galo marcou com Bocão aos oito minutos do primeiro tempo, mas Azulão cresceu na segunda etapa, marcou com Soares e igualou a disputa no Rei Pelé  COMENTE
Meia azulino Panda arrisca chute de fora da área
FOTO: AILTON CRUZ/GA
Deu empate. O clássico das multidões, o primeiro da temporada, teve todos os ingredientes de um grande jogo. Rei Pelé tomado pelas torcidas, gols e festa das arquibancadas. O CRB, que entrou em campo bastante modificado, abriu o marcador com Bocão logo aos oito minutos de partida, mas o Azulão cresceu na segunda etapa e chegou ao empate com gol de Luis Soares. 
Motivado a quebrar um tabu de três anos sem vencer o rival, o CSA foi para o duelo em busca da vitória. Porém, o retrospecto negativo diante do Galo pareceu pesar, ao menos de início, sobre os jogadores azulinos. A equipe errou muitos passes nos primeiros 45 minutos e viu o CRB povoar seu meio-campo para neutralizar as investidas do adversário. 
Porém, pelo CRB, a pressão era por uma exibição convinente, já que o Galo vinha de derrota em casa para o Coruripe, pela Copa do Nordeste, o que fez acender o sinal de alerta no ambiente regatiano. Ao término do confronto, o resultado acabou sendo justo, já que o time do Mutange não soube aproveitar as chances criadas no segundo tempo, quando acertou duas bolas no poste de Júlio César.
Técnico Mazola Júnior vibrou bastante com gol de Bocão no 1º tempo
FOTO: AILTON CRUZ/GA

O jogo 
O CSA teve mais posse de bola durante todo o primeiro tempo, mas não conseguiu espaço para a conclusão em gol. E foi o Galo quem levou a melhor no início de jogo. Em roubada de bola do colante Somália, Érico Júnior foi lançado e cruzou na área. A bola passou por Neto Baiano, mas Bocão surgiu no segundo pau e abriu o placar aos 8 minutos da etapa inicial: 1x0
Mesmo em menor número, torcedor do CRB festejou no primeiro tempo
FOTO: AILTON CRUZ/GA
Com a desvantagem no placar, o time azulino se deixou levar pelo nervosismo. O time pecou no quesito criação, chegando com perigo à meta adversária somente aos 22 minutos, quando Didira lançou Luis Soares, que, de frente para o gol, raspou a bola. 
Quinze minutos depois, foi a vez de Rafinha cobrar escanteio na cabeça de Henrique Choco, que, mesmo sem marcação, testou direto para fora, desperdiçando grande chance para o CSA. 
O Galo respondeu aos 43 minutos, em jogada individual de Érico Júnior, que bateu na diagonal e viu a bola quase balançar a rede do goleiro Jefferson, no último lance de destaque da primeira etapa. 
Na volta para o segundo tempo, o técnico Oliveira Canindé promoveu duas alterações. Nos lugares de Bismarck e Thiago Santos, entraram João Paulo Penha e David Denner. Já o CRB teve que mexer no gol. Juliano passou mal durante o intervalo e Júlio César entrou em seu lugar. 
Torcida do CSA fez bonita festa antes do jogo, com direito a mosaico
FOTO: AILTON CRUZ/GA

Com as alterações, o CSA voltou com outra cara. O time esteve mais organizado e pressionou o rival desde o primeiro minuto do jogo. Logo aos 9, Panda cobrou falta no canto direito de Júlio César. A bola bateu na trave e acendeu a torcida azulina presente no Rei Pelé. Dois minutos depois, Didira pegou rebote dentro da área e chutou forte para, à queima roupa, para grande defesa do goleiro regatiano. 
Meia azulino Didira é acompanhado de perto pelo lateral-direito Marcos Martins
FOTO: AILTON CRUZ/GA
A criatividade que faltou no primeiro tempo sobrou no segundo. O Azulão partiu para cima e acabou premiado pela insistência. Após contra-ataque com Jean Cléber aos 29 minutos, a bola alcançou Luis Soares, que se antecipou à marcação para, de cabeça, encobrir Júlio César: 1x1. 
E o time azulino não diminuiu o ritmo após o gol. Aos 40 minutos veio o último lance de perigo da partida. Luis Soares cortou o zagueiro André Vinícius e de canhota, finalizou com categoria, vendo a bola acertar o poste direito de Júlio César, que nem se mexeu. 
Situação na tabela 
Soares se antecipa à marcação e, de cabeça, surpreende o goleiro
FOTO: AILTON CRUZ/GA
Com o empate, o CSA diminuiu sua vantagem na liderança do grupo A com relação ao ASA. A vitória do time de Arapiraca sobre o Santa Rita deixou em apenas um ponto a diferença entre alvinegros e azulinos. O Azulão volta a campo na próxima quarta-feira (21) para encarar o Ipanema, no Estádio Arnon de Mello, no Sertão de Alagoas. 
Atacante Luis Soares comemora o gol de empate do CSA
FOTO: AILTON CRUZ/GA


Já o Galo aumentou sua vantagem em relação ao segundo colocado do grupo B, o Santa Rita. Com os 13 pontos conquistados, o time regatiano agora tem cinco pontos de diferença sobre o Leão da Mata. Agora, a equipe regatiana volta a se concentrar na Copa do Nordeste, já que o time encara o América de Natal na próxima quinta-feira (25), no Estádio Rei Pelé. No domingo (28), no mesmo local, a equipe fará outro clássico pelo Alagoano, só que contra o ASA, pela sétima rodada da fase de classificação.
Por Fillipe Lima-Gazetaweb
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário