Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

CSA volta a vencer Coruripe e segue na liderança do hexagonal: 2x1

Com resultado fora de casa, Azulão permanece à frente do CRB pelo saldo de gols; Sem pontuar, Hulk é o lanterna 
Meia João Paulo cobra escanteio em favor do CSA
FOTO: EMERSON JÚNIOR/ASCOM CSA
O CSA não fez uma partida primorosa na tarde deste domingo, quando voltou a campo para mais um desafio pelo Estadual, encarando o Coruripe, na casa do adversário. Abriu o marcador no início, mas viu o Hulk empatar ainda na primeira etapa. Porém, foi decisivo na etapa complementar, quando a equipe voltou a crescer com as alterações do técnico Oliveira Canindé, chegando ao gol da vitória no Gérson Amaral em bela jogada do atacante Luiz Soares.
O placar de 2x1 em Coruripe fez com que o CSA chegasse aos seis pontos que o mantém na liderança do hexagonal. O time do Mutange supera o CRB pelo saldo de gols (4x2), graças à vitória por goleada sobre o Murici, na abertura da segunda fase. Em caso de nova vitória, desta vez contra o ASA, no Rei Pelé, o Azulão estará garantido nas semifinais da competição, aproximando-se de uma das vagas reservadas a Alagoas na Série D deste ano e em 2017.
Já o Coruripe, que vinha de derrota fora de casa e eliminação na Copa do Nordeste, sentiu o peso de disputar duas competições. Perdeu volume de jogo no segundo tempo, teve jogador expulso e não resistiu à pressão adversária, amargando derrota que o mantém na lanterna do hexagonal, pois, ainda não pontuou nas duas partidas que fez.
Agora, os comandados de Canindé voltam as atenções para o duelo contra o Alvinegro de Arapiraca, que não pode pensar em outro resultado que não seja a vitória no Trapichão, no domingo que vem. Já o time do técnico Jaelson Marcelino vai tentar a reabilitação, para seguir com chance de avançar, diante do Murici, no José Gomes da Costa.
Empate justo
O jogo começou com o time visitante - que veio a campo com o atacante David Denner no lugar de Rafael Oliveira, lesionado - abrindo o placar logo aos três minutos de jogo. Em cobrança de falta, o goleiro Gott fez grande defesa, mas deu rebote na grande área, e o zagueiro Douglas não perdoou, fazendo a festa do torcedor azulino: 1x0.
CSA tenta com cruzamento, mas defesa alviverde afasta o perigo
FOTO: EMERSON JÚNIOR/ASCOM CSA

Porém, o Coruripe - que não contou apenas com o meia Geovani (ex-CRB), ainda entregue ao departamento médico - não se intimidou e partiu para cima, acertando a trave do goleiro Jeferson aos sete minutos, em jogada do artilheiro Júnior Chicão. 
Já aos 19, foi a vez de o CSA desperdiçar grande chance com João Paulo. O meio-campista foi acionado pela esquerda e, de frente para o gol, preferiu o chute ao passe para David Denner, que vinha livre de marcação. A bola foi para fora, e o goleiro Gott respirou aliviado.
O jogo era truncado, e o técnico Jaelson Marcelino processou duas das três alterações a que tinha direito logo na primeira etapa, deixando a equipe alviverde mais ofensiva. E de tanto insistir, o Hulk chegou ao empate aos 32 minutos, quando Chicão foi lançado e tocou, por cobertura, na saída do goleiro, surpreendendo Jeferson: 1x1.
Já nos minutos finais, CSA e Coruripe alternaram uma chance cada, e o árbitro José Reinaldo Figueiredo encerrou o primeiro tempo, com a igualdade no placar, aos 47.
Soares desequilibra
Os times retornaram os mesmos para a segunda etapa, mas foi o CSA quem levou a melhor, retomando a vantagem aos 16 minutos, quando Luiz Soares - que esteve gripado em campo - aproveitou sobra de bola, após bate-rebate na grande área, e acertou um belo voleio, sem chance de defesa para Gott: 2x1.
Três minutos depois, para cadenciar a partida e conferir mais qualidade ao passe azulino, Bismarck entrou no lugar de David Denner. O Coruripe sentiu o gol, e o CSA passou a neutralizar as investidas do Hulk, que tentava o empate, mesmo sem muita organização, esbarrando no bloqueio azulino.
Aos 32 minutos, foi a vez de o meia Didira dar lugar ao atacante Kahuan, enquanto outro meio-campista, João Paulo, saiu para a entrada do lateral direito Hudson, já aos 40 minutos. O CSA teve mais uma boa chance de ampliar a vantagem, mas o time visitante tratou de administrar o resultado.
Jogadores comemoram o gol de Soares, que garantiu vitória azulina
FOTO: EMERSON JÚNIOR/ASCOM CSA

No final, aos 43, Hudson ainda ganhou disputa de bola com Ivan, mas acabou derrubado na entrada da área, e o atacante alviverde - que havia substituído Aurélio, lesionado - tomou o segundo cartão amarelo. 
Com um homem a menos, o Hulk se viu numa situação ainda mais complicada, sem forças para reagir, com o Azulão a gastar o tempo do jogo, fazendo a alegria de seu torcedor, também presente no Gérson Amaral. 
Por Bruno Soriano | Portal Gazetaweb.com 
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário