Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Goleada: CSA vence o CRB por 4 a 1 e quebra tabu de vitorias sobre o rival

Com triunfo no segundo clássico do ano, Azulão confirma melhor campanha do Campeonato Alagoano  COMENTE
Azulão goleia o Galo e quebra tabu de vitórias sobre o rival
FOTO: AÍLTON CRUZ / GAZETA DE ALAGOAS
CRB e CSA fizeram o segundo Clássico das Multidões do ano neste domingo (13), no Estádio Rei Pelé. O Azulão, que não vencia o rival há três anos, quebrou o tabu e, de quebra, garantiu a melhor campanha geral do Campeonato Alagoano. E o confronto desta tarde não poderia ter terminado melhor para o time do Mutange. Com a expulsão de Júlio César - com o zagueiro André Vinícius tendo de assumir a posição de goleiro - a partida terminou com goleada azulina pelo placar de 4 a 1. Didira, Luis Soares, Panda e Cleyton foram os autores dos gols do CSA, enquanto Lúcio Maranhão marcou para a equipe regatiana. A vitória confirmou a melhor campanha do Estadual para o time do marujo, que vai ter a vantagem de mandar o próximo confronto entre os gigantes de Alagoas no hexagonal.
E apesar de o Azulão ter ido a campo na condição de único invicto no Estadual, a torcida azulina não estava plenamente confiante, já que ainda faltava uma vitória sobre o maior rival nesta fase de classificação. Ou seja, faltava a "cereja do bolo", capaz de consagrar a campanha azulina nesta fase de classificação.
Já o CRB, que também faz boa campanha na Copa do Nordeste, entrou em campo para tentar a vitória e, com ela,manter a hegemonia frente ao rival, o que lhe renderia o direito de ser o clube mandante no duelo entre as equipes classificadas para o hexagonal.
Apesar da goleada azulina, jogo foi disputado em boa parte do tempo
FOTO: AÍLTON CRUZ / GAZETA DE ALAGOAS

O jogo
O CRB começou melhor a partida. Em menos de 30 segundos, Neto Baiano desperdiçou boa chance. A defesa azulina vacilou e a bola sobrou para o centroavante regatiano, que, de frente para o gol, pegou mal na bola.
Porém, no momento em que o CRB pressionava, foi o CSA quem marcou. Didira recebeu de Rafinha e, de fora da área, chutou forte, no ângulo do goleiro Júlio César, que foi na bola, mas não alcançou a redonda: 1x0.
O CRB sentiu o gol azulino, mas partiu para cima em busca do empate. Porém, somente aos 24 minutos é que o time alvirrubro voltou a equilibrar o jogo. E quando o Galo tentava igualar a disputa, o CSA jogou outro balde de água fria à pretensão do time mandante, já que, aos 38, Jean Cléber cruzou na área e Luis Soares, de cabeça, ampliou o placar: 2x0.
Didira marca golaço e comemora junto ao torcedor azulino no Rei Pelé
FOTO: AÍLTON CRUZ / GAZETA DE ALAGOAS

Sem conseguir finalizar com perigo, o CRB chegou bem somente aos 40 minutos. Diego recebeu pela esquerda e chutou forte para importante defesa do goleiro Jeferson, no último lance de efeito da primeira etapa.
Na volta para o segundo tempo, o lateral-direito Bocão entrou no lugar de Marcelo Santos. Com isso, o técnico Mazola Júnior adiantou sua equipe, e o time regatiano chegou com perigo aos 13 minutos, em jogada de Somália. Após cruzamento de Bocão, a bola sobrou para o volante regatiano, que chutou forte, mas Jeferson fez grande defesa, espalmando para escanteio.
Aos 14 minutos, Matheus Galdezani e Luiz Fernando sairam para as entradas de Érico Júnior e Luidy. Mazola Júnior deixou o time mais ofensivo, e o Galo passou a pressionar com um pouco mais de qualidade. Aos 20, foi a vez de Diego cruzar na área e Lúcio Maranhão finalizar para o gol, diminuindo a desvantagem regatiana: 2x1.
CRB tentou o empate, mas acabou goleado no segundo tempo
FOTO: AÍLTON CRUZ / GAZETA DE ALAGOAS

Ao perceber o melhor momento do rival, o técnico Oliveira Canindé recuou sua equipe e passou a jogar no contra-ataque. O treinador azulino resolveu sacar o meia Didira e o atacante David Denner, substituídos por Cleyton (meia) e David (volante). Já aos 29 minutos, Kahuan entrou na vaga de João Paulo Penha.
Pesadelo regatiano
Porém, aos 33 minutos, eis que um lance definiu a vitória azulina, quando Júlio César deixou a grande área, em lance de contragolpe, e fez falta dura em Luis Soares, vindo a ser expulso. Como já havia realizado todas as suas substituições, Mazola precisou improvisar no gol, e a árdua missão ficou com o zagueiro André Vinícius. 
O defensor do Galo até que foi bem em sua primeira tarefa, quando Panda cobrou falta e André defendeu. Porém, na segunda investida azulina, aos 43 minutos, o goleiro não conseguiu ter o mesmo sucesso. Panda chutou forte e o zagueiro-goleiro defendeu parcialmente, com a bola ultrapassando a linha da barra: 3x1.
Três minutos depois, foi a vez de o atacante Kahuan receber de Luis Soares e, de frente para o gol, chutar na saída do goleiro André Vinícius, sacramentando a goleada azulina: 4x1.
 Fillipe Lima | Portal Gazetaweb.com 

Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário