Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Miesha Tate "apaga" Holly Holm e finalmente se torna a campeã do UFC

Em sua segunda disputa de título, após ser derrotada por Ronda Rousey, lutadora finalmente conquista o cinturão e se torna a terceira mulher a dominar a categoria

Se o ditado que diz que "quem espera sempre alcança" é verdade, Miesha Tate pode ser a personificação da lição contida nas suas palavras. Frustrada por Ronda Rousey na primeira vez que disputou o título peso-galo do UFC, e praticamente alijada da disputa do título, a lutadora, ex-campeã do Strikeforce esperou sua chance e, diante deHolly Holm, no UFC 196, conseguiu provar que seu lugar, definitivamente, é no topo. Após fazer uma luta dura, muito desgastante mentalmente, Miesha teve que esperar até o fim do quinto round, precisamente 3m30s, para superar a estratégia defensiva da campeã e, com um mata-leão preciso, apagar Holm e, finalmente ter a cinta de melhor do mundo em suas mãos.
- Eu demorei tanto para ouvir que sou a nova campeã do UFC... Tivemos um grande plano de luta, pressionamos muito em cada round. Sabíamos que teríamos que ser perfeitos, porque ela é uma grande lutadora. Eu sabia que teria que tentar finalizar, ser perfeita no quinto round, e consegui. Esse round era fundamental. Eu sabia que tinha que ser um pitbull segurando um osso. Holm terminou como uma grande campeã. Não é todo mundo que tem essa atitude - disse Tate após a luta.
Com o resultado, Tate se torna a terceira mulher a ser campeã do peso-galo do UFC, sucedendo Ronda Rousey e Holly Holm.
A luta
A luta começou com Holly Holm dominando o centro do octógono, cercando Miesha Tate, buscando ajustar a distância e aplicando alguns chutes sem contundência na desafiante. Tate conseguiu bloquear um chute de Holme e tentou levar a luta para o chão, sem sucesso. A campeã buscava os pisões no joelho de Tate, que absorvia os golpes. Holm aplicava jabs, mantendo Tate à distância, evitando ser golpeada.
Miesha Tate Holly Holm UFC 196 (Foto: Jason Silva)Miesha Tate encaixa o mata-leão e finaliza Holly Holm no quinto round do UFC 196 (Foto: Jason Silva)
No segundo round, logo no início, Miesha Tate cinturou a campeã e levou a luta para o chão, ficando por cima. Com a meia-guarda passada, a desafiante mantinha Holm com as costas no chão e golpeava suas costelas com cotoveladas. Holm tentava se arrastar para chegar à grade e usá-la para se levantar, mas Tate bloqueava com as pernas e usava os cotovelos também para golpear o rosto da campeã. Tentando se defender, a campeã cedeu as costas para Tate, que dominou e chegou a encaixar o braço no pescoço de Holm. A campeã se defendia como podia, e evitou a finalização até o intervalo.
No terceiro round, mais confiante, Miesha Tate não recuava diante dos avanços de Holm, que aos poucos tentava soltar seus golpes e voltar a dominar a luta. A desafiante esperava os ataques de Holm para contra-atacar, mas a campeã não se expunha e apostava nos pisões no joelho, como no primeiro round, para manter Tate longe de si. Seus ataques, no entanto, não incomodavam a desafiante.
O quarto round começou da mesma maneira dos anteriores, mas Miesha Tate surpreendeu a campeã, encurtando a distância e levando a luta para a grade. Holm desvencilhou-se da posição e voltou a lutar na meia-distância, sempre deixando a desafiante com chutes baixos e altos. Tate tentou o "double-leg", mas Holm defendeu com um sprawl e voltou a lutar à distância. Nos últimos segundos a campeã ainda tentou um chute alto, que acertou o pescoço da desafiante.
Miesha Tate UFC 196 MMA (Foto: Getty Images)Tate comemora a vitória por finalização contra Holly Holm e o título peso-galo no UFC 196 MMA (Foto: Getty Images)

No quinto e último round, Holm mantinha a tática de evitar as aproximações de Tate, e a desafiante não conseguia se aproximar. A três minutos do fim, a desafiante conseguiu levar a campeã para a grade, mas Holm desvencilhou-se com um cruzado de direita, voltando a lutar à distância. A campeã não mudava sua estratégia de luta, e pontuava usando sua envergadura. A um minuto do fim da luta. Tate conseguiu levar Holm para o chão, dominou as costas de Holm e, mesmo sendo erguida pela campeã, que tentou livrar-se com um golpe de judô, manteve a posição nas costas e encaixou um mata-leão, apagando a campeã e tomando o cinturão nos segundos finais de luta.
CARD PRINCIPAL
Nate Diaz venceu Conor McGregor por finalização aos 4m12s do R2
Ilir Latifi venceu Gian Villante por decisão unânime (triplo 30-27)
Corey Anderson venceu Tom Lawlor por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Amanda Nunes venceu Valentina Shevchenko por decisão unânime (29-28, 29-27 e 29-27)
CARD PRELIMINAR
Siyar Bahadurzada venceu Brandon Thatch por finalização aos 4m11s do R3
Nordine Taleb venceu Erick Silva por nocaute a 1m34s do R2
Vitor Miranda venceu Marcelo Guimarães por nocaute técnico a 1m09s do R2
Darren Elkins venceu Chas Skelly por decisão unânime (30-27, 29-27 e 30-26)
Diego Sanchez venceu Jim Miller por decisão unânime (triplo 29-28)
Jason Saggo venceu Justin Salas por nocaute técnico aos 4m31s do R1
Teruto Ishihara venceu Julian Erosa por nocaute aos 34s do R2
Por Las Vegas, EUA
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário