Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Corinthians domina a Ponte Preta e volta a vencer após 36 dias

Foto: Sergio Barzaghi / Gazeta Press
O Corinthians teve uma boa atuação na manhã desta quinta-feira, em Itaquera, e contou com uma grande atuação de Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto e Guilherme para dominar a Ponte Preta diante de 30 mil torcedores. O triunfo foi construído com um gol contra de Kadu, Bruno Henrique e Guilherme, cada um com um golaço para chamar de seu em belos chutes de fora da área.
O líder da atuação, no entanto, foi mesmo Marquinhos Gabriel. Impressionando a torcida pelos dribles rápidos e a personalidade demonstrada em tão pouco tempo de clube, ele foi a melhor alternativa de ataque desde o primeiro lance da partida, culminando com participações essenciais nos três tentos do Alvinegro. Além disso, sofreu um pênalti claro de Kadu na etapa inicial, ignorado pela arbitragem.
Com o resultado, que teve boa performance também do volante Cristian, o clube do Parque São Jorge chega a seu primeiro triunfo desde o 6 a 0 sobre o Cobresal, no dia 20 de abril, pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Os alvinegros alcançaram os quatro pontos conquistados, ultrapassando a própria Ponte por causa do melhor saldo de gols (2 a -2).
Na próxima rodada, os comandados do técnico Tite encaram novamente o horário das 11h, mas, dessa vez, no calor do Recife, onde encaram o Sport, no domingo, na Ilha do Retiro. Ao mesmo tempo, a Macaca tenta se aproveitar da crise do Flamengo, em duelo no Moisés Lucarelli.
Rapidez e eficiência
O maior pedido de Tite aos seus comandados foi para que convertessem em gols as chances criadas durante o jogo, algo que não aconteceu nas eliminações recentes e nas duas primeiras rodadas do Brasileiro. Com bastante movimentação e uma jornada inspirada de Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto e Luciano, o Corinthians conseguiu envolver a marcação da Ponte Preta nos 45 minutos iniciais.
Para que o desejo do comandante fosse cumprido, porém, foi necessária a ajuda de um jogador bastante conhecido da Fiel. O zagueiro Kadu, um dos piores na campanha do rebaixamento para a segunda divisão, em 2007, foi quem abriu o placar para os donos da casa. Após escanteio curto, aos 15 minutos de bola rolando, Uendel recebeu na intermediária e achou Marquinhos Gabriel, já dentro da área rival, pela esquerda. Sem deixar a redonda sair, o armador chutou forte para o meio, onde o defensor rival acabou colocando para dentro.
A pressão dos anfitriões não cessou com o gol, principalmente por não quererem repetir o primeiro tempo da derrota em Salvador, quando foram muito superiores ao Vitória, mas levaram a vantagem mínima ao intervalo. Dessa vez, coube a outro jogador contestado pelos torcedores a missão: Bruno Henrique, que aproveitou bola mal rebatida pela defesa e chutou de primeira, forte, sem chances para João Carlos.
Contando com o bom toque de bola de Cristian e a atuação segura de Vilson, o Timão então apostou em reter a bola no seu campo de defesa para chamar a Macaca à frente. Do outro lado, os campineiros apresentavam um futebol muito distante do melhor, com diversos erros de passe e zero criatividade na frente. O estrago ainda poderia ter sido pior se o árbitro Elmo Cunha marcasse um pênalti claro de Kadu em Marquinhos Gabriel, que deu lindo drible no zagueiro e no volante Renê Júnior, mas o juiz mandou o jogo seguir erradamente.
Susto inicial e domínio final
Na volta para a etapa final, a Ponte Preta resolveu apostar tudo em um gol logo de cara para tentar uma reação. Com Thiago Galhardo no lugar de Clayson, o time visitante só não abriu o placar porque Walter fechou bem o ângulo do meia, ex-Red Bull, e depois acompanhou de perto uma cabeçada perigosa de Felipe Azevedo. Passado os primeiros dez minutos, no entanto, o domínio voltou para os pés dos corintianos.
Marquinhos Gabriel chamou a responsabilidade para si pelo lado direito e deu um desafogo maior para a equipe local. Aos 15 minutos, Guilherme deu uma amostra do que era possível ao aproveitar sobre de bola dentro da área e, com muita classe, bater de chapa no canto esquerdo de João Carlos. Bem posicionado, o arqueiro ponte-pretano conseguiu utilizar a mão direita para espalmar e mandar para a linha de fundo.
Cansado pelo ritmo intenso utilizado desde o apito inicial, o Corinthians recuou um pouco e apostou na fome de gols do setor ofensivo para continuar a agredir a Ponte, muito aquém das suas melhores performances. Luciano, que não marca desde agosto do ano passado e teve boa participação no triunfo, quase fez o seu aos 28, mas acabou travado pela zaga ao girar já dentro da área.
O encerramento da manhã de alívio para a Fiel, no entanto, tinha de ser bonito. E ele veio quando Marquinhos Gabriel fez grande jogada pelo lado direito, se livrou de dois marcadores e entregou a bola para Guilherme, na entrada da área. O meia, que havia tocado quase todas as bolas nessa situação, arriscou um chute de chapa e acertou o ângulo esquerdo da Ponte, comemorando bastante o terceiro e último tento do Timão.
FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3 X 0 PONTE PRETA
Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 26 de maio de 2016, quinta-feira
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Fábio Rogério Baesteiro e Bruno Salgado Rizo (ambos de SP)
Público: 35.573 pagantes
Renda: R$ 2.059.840,00
Cartões amarelos: Vilson, Cristian e Bruno Henrique (Corinthians); João Carlos, Cristian e Renê Júnior (Ponte Preta)
Gols:
CORINTHIANS: Kadu (contra), aos 15, e Bruno Henrique, aos 22 minutos do primeiro tempo; Guilherme, aos 34 minutos do segundo tempo
CORINTHIANS: Walter; Fagner, Felipe, Vilson e Uendel (Guilherme Arana); Bruno Henrique, Cristian, Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto (Marlone); Luciano (André)
Técnico: Tite
PONTE PRETA: João Carlos, Jeferson, Douglas Grolli, Kadu e Reinaldo; João Vitor, Matheus Jesus (Renê Júnior) e Ravanelli (Cristian); Felipe Azevedo, Clayson (Thiago Galhardo) e Wellington Paulista
Técnico: Eduardo Baptista.
Gazeta Esportiva
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário