Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Real leva sustos, mas passa pelo City e decide Champions contra o Atlético

Cristiano Ronaldo joga os 90 minutos e vê Bale dar sorte em lance com Fernando no gol da classificação  
Real Madrid vai jogar a final 
FOTO: G1
O Real Madrid teve tudo para definir a partida contra o Manchester City de maneira tranquila, com várias chances criadas, mas só resolveu em um lance com toque de sorte e estrela de Bale. Nesta quarta, no Santiago Bernabéu abarrotado, os merengues venceram os ingleses por 1 a 0 e carimbaram o passaporte para Milão, onde farão reedição da final da Liga do Campeões contra o Atlético de Madrid. De volta, CR7 não foi protagonista - até se poupou em certos momentos -, mas tomou a atenção dos marcadores. 
Com um meio-campo inspirado, principalmente Modric, o Real dominou o City, criou oportunidades, mas foi balançar a rede em um gol contra de Fernando, após cruzamento de Bale. Para dar contornos de drama ao jogo, Fernandinho acertou a trave de Navas, e Agüero fez o estádio se calar por um instante em chute de longe, mas tudo não passou de um susto. No dia 28 de maio, em Milão, a Liga dos Campeões ganha cara de Copa do Rei.
Quem não se lembra da cabeçada de Sergio Ramos aos 48 minutos do segundo tempo contra o Atlético de Madrid, que deu ao Real 30 minutos de prorrogação e a tão sonhada "La Décima"? Pois os "deuses do futebol" quiseram que Real e Atlético se encontrassem novamente, dois anos mais tarde, na decisão do mesmo torneio. Os colchoneros chegam com o status de ter eliminado Barcelona e Bayern de Munique, enquanto os merengues terão Zidane buscando levantar a taça também como treinador. 
Com a vitória por 1 a 0, o Real Madrid avançou para mais uma final de Champions - é a 14ª decisão dos merengues na competição. A equipe comandada por Zidane igualou uma marca expressiva: ao lado do Barcelona, é o clube que mais tem finais de competições europeias na história - com esta, já são 18.
Após desfalcar o Manchester City no empate sem gols na Inglaterra, Yaya Touré teve retorno comemorado pelos torcedores, mas esteve longe, muito longe do volante tão elogiado no futebol europeu. O camisa 42 errou praticamente tudo que tentou, não arriscou um chute de longa distância - uma das especialidades - e deixou o campo para a entrada de Sterling na segunda etapa. 
Por Gazetaweb, com G1 | Portal Gazetaweb.com
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário