Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

CSA goleia o Guarani-CE por 6x0 e se reabilita na Série D

Time do Mutange dominou as ações e é vice-líder do grupo A6; vitória convincente no Rei Pelé o mantém firme na briga por classificação
Por Bruno Soriano | Portal Gazetaweb.com

Meia Cleyton abriu o placar para o CSA no primeiro tempo
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
O CSA fez mais do que o dever de casa na tarde deste domingo. Pela segunda rodada da Série D do Brasileiro, o time do Mutange goleou o Guarani de Juazeiro-CE por 6x0, fez a alegria do torcedor azulino no Rei Pelé e se reabilitou na competição após estrear com derrota para o Parnahyba, no Piauí. E com os primeiros três pontos, o Azulão é vice-líder no grupo A6, atrás do Central-PE, que também venceu em casa e foi a seis pontos.
O detalhe é que o próximo compromisso do CSA, domingo que vem e de novo no Trapichão, será justamente contra o time de Caruaru, que, hoje, bateu o Parnahyba por 1x0. Ou seja, os comandados do técnico Oliveira Canindé já se prepararam para um duelo de seis pontos e que vale o topo da tabela de classificação.

Os destaques da partida frente ao lanterna da chave e cujo treinador entregou o cargo foram o meia Cleyton e o atacante Obina, que marcaram dois gols cada. O zagueiro Leandro Souza e o atacante Marcelo Nicácio fecharam o placar, com cinco dos seis gols saindo ainda na primeira etapa.
Cleyton comemora o primeiro gol do jogo diante do Guarani 
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

E para o duelo diante do Central, Canindé - que destacou o fato de alguns atletas ainda estarem sem ritmo de jogo - ainda não sabe se poderá contar com o meia Bismarck, que deu lugar ao estreante Kattê após sentir lesão. O jogador será reavaliado pelo departamento médico, com a reapresentação do elenco marcada para a terça-feira (21). 
Jogo de um time só
O CSA entrou em campo com a mesma equipe que iniciou a partida diante do Parnahyba-PI. Porém, entre os suplentes, o técnico Oliveira Canindé relacionou três caras novas: o meia-atacante Kattê, o atacante Azul (recém-contratados) e o volante Panda, recuperado de lesão que o afastou do time titular ainda no Estadual. E o CSA partiu para cima, abrindo o marcador logo aos oito minutos.
Jogadores do CSA comemoram o primeiro gol de Cleyton na partida
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

O lateral Rafinha cruzou da esquerda e o atacante Jonatas Obina raspou de cabeça. A bola sobrou para o meia Cleyton, que, no segundo pau, tocou no canto esquerdo de Diego, sem chance de defesa: 1x0.
O Guarani de Juazeiro ainda assustou em cabeceio do zagueiro Henrique, aos 13 minutos, quando Jeferson viu a bola passar perto do poste direito, mas o Azulão voltou a marcar pouco depois, aos 16. Maranhense recebeu pela esquerda e cruzou buscando Obina. O atacante ajeitou para Cleyton, que chutou meio sem jeito. A bola acertou o poste direito e ultrapassou a linha do gol, mesmo com o zagueiro afastando na sequência: 2x0.
Torcedor azulino compareceu em bom número e fez a festa no Trapichão
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Dois minutos depois, Canindé teve de trocar Bismarck, lesionado, pelo também meia-atacante Kattê, que fez sua estreia pelo CSA. O time da casa manteve o ritmo e ampliou a vantagem aos 28 minutos, quando Rafinha cruzou da direita, na cabeça de Leandro Souza. O zagueirão subiu mais alto que todo mundo e testou "à queima roupa", sem chance de defesa para o goleiro: 3x0.
Já aos 29, Obina foi lançado em velocidade pela esquerda e tocou, com categoria, na saída do goleiro Diego, por cobertura, assinalando o quarto gol azulino na partida. 
No primeiro tempo, Obina ainda acertou a trave do goleiro Diego
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

E não perca a conta. Ainda no primeiro tempo, o CSA também acertou a trave do goleiro Henrique em duas oportunidades até chegar ao quinto gol, já aos 38 minutos. Cobrança de escanteio pela esquerda e, após o desvio no primeiro pau, o zagueiro Douglas errou o chute e a bola sobrou para Obina, que tocou de calcanhar, surpreendendo o goleiro Diego.
Nicácio entra e marca no 2º tempo
O time da casa diminuiu o ritmo para o segundo tempo, e o duelo ganhou areas de jogo-treino. O Guarani melhorou com as alterações do técnico Leivinha e até criou boas chances, mas também esbarrou na falta de pontaria. Pelo CSA, aos 15 minutos, foi a vez de Kattê, cansado, dar lugar ao lateral Kelvin, que também atua como meio-campista. 
Obina ajeita o corpo e toca de calcanhar para ampliar vantagem azulina
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Já aos 20, foi Obina quem saiu, aplaudido, para a entrada de outro atacante, Marcelo Nicácio, quando o CSA já havia desperdiçado mais duas oportunidades de marcar. 
O Azulão ainda teve mais uma chance em chute de Everton Heleno, enquanto o Guarani desperdiçou outras duas, até que o sexto gol saiu em nova investida pela direita, já aos 37 minutos, quando Heleno cruzou e Nicácio se antecipou à marcação para, de cabeça, finalizar no canto esquerdo do goleiro, dando números finais à partida.
MURICI
Já o outro representante de Alagoas na Série D acabou derrotado fora de casa pelo Fluminense, em Feira de Santana-BA, por 3x1. Edson, Josi e Rafael Granja (ex-CSA) marcaram para o time baiano, enquanto Leonardo marcou o único gol do segundo tempo, descontando para o Verdão já aos 32 minutos. 
Com este resultado, o Murici caiu para a segunda posição no grupo A9, com três pontos, um a menos que o próprio Fluminense. Já o terceiro colocado é o Sergipe, que empatou com o Campinense-PB fora de casa em 1x1 e chegou a dois pontos, um a mais que o time de Campina Grande, que amarga a lanterna da chave.
Na próxima rodada, o time alviverde vai tentar a reabilitação diante do Sergipe e em novo duelo fora de casa.
Time do CSA que iniciou a partida deste domingo no Rei Pelé
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário