Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Timão segura pressão do Fla, desperta no 2º tempo e passeia na Arena

Depois de primeiro tempo ruim em Itaquera, Corinthians acorda, engole o Rubro-Negro e faz 4 a 0 com facilidade em 45 minutos 
Timão ganhou mais três pontos e ficou colocado no líder Palmeiras
FOTO: GLOBOESPORTE
O primeiro tempo foi do Flamengo. O segundo, do Corinthians. Mas o resultado escancara quem foi mais eficiente e equilibrado. Neste domingo, na Arena Corinthians, pela 13ª rodada do Brasileirão, o Timão suportou a pressão do adversário nos primeiros 45 minutos, recuperou-se na segunda etapa e passeou. 
No fim, um 4 a 0 que chega a ser surpreendente, já que o Rubro-Negro foi bastante superior na etapa inicial. Romero, duas vezes, Guilherme e Rildo marcaram para os donos da casa, que seguem firme na briga pela ponta da tabela. O paraguaio, aliás, ofuscou Paolo Guerrero. O ex-corintiano foi muito vaiado em Itaquera. 
Com o resultado, o Corinthians chega aos 25 pontos, mesmo número do líder Palmeiras, que joga amanhã contra o Sport. Na próxima rodada, o Timão pega a Chapecoense, sábado, fora de casa. Já o Flamengo tem sua escalada contida e sofre um baque. Com 20 pontos, a equipe está em sétimo. Domingo que vem, enfrentará o Atlético-MG, em Brasília. 
Mais finalizações, menos passes errados, mais roubadas de bola e mais escanteios. Os números do primeiro tempo contam bem: o Flamengo foi melhor nos primeiros 45 minutos. Não foi um baile ou coisa assim. Longe disso. Mas o Rubro-Negro teve mais chances de abrir o placar do que o Corinthians. O Timão tentou fazer uma pressão inicial, mas as melhores chances foram da equipe carioca. O goleiro Cássio teve de trabalhar e foi bem com duas boas defesas. O meia Ederson acertou a trave. Na melhor chance que teve, com Marquinhos Gabriel, o Corinthians parou em Alex Muralha. 
Agora, esqueça tudo o que leu até aqui. Passe a borracha. Porque o segundo tempo foi todo do Corinthians. O Flamengo teve uma única chance, aos 11 do segundo tempo. Depois, viu o Corinthians passear e não teve forças para suportar o adversário. Romero marcou o primeiro aos 14. E o Rubro-Negro sentiu o abalo. Não conseguiu mais trocar passes e nem marcar o rival. Virou passeio. Guilherme, aos 32, Rildo, aos 34, e novamente Romero, aos 43, decretaram a goleada. Sem dó. 
Já são 14 gols em Itaquera (só um a menos que Paolo Guerrero, o artilheiro do estádio) e 13 gols marcados em 2016. O paraguaio Ángel Romero foi decisivo neste domingo. Foi ele quem comandou o time na goleada sobre o Rubro-Negro. Com dois gols, o paraguaio ofuscou o peruano do Flamengo.   
Guerrero até que fez um bom primeiro tempo, mas sumiu na segunda etapa. Não conseguiu fazer nada que incomodasse os zagueiros e mais uma vez perdeu a cabeça. Aos 39 do segundo tempo, desentendeu-se com o zagueiro corintiano Paulo Henrique e recebeu cartão amarelo. Como estava pendurado, prejudica o time e está fora da partida contra o Atlético-MG, domingo que vem.   
Para comemorar a goleada sobre o Flamengo, tirar uma onda com Paolo Guerrero e homenagear Romero, a torcida do Corinthians cantou: "Doutor, eu não me engano, o paraguaio é melhor que o peruano".  
O árbitro, como de hábito, não passou sem ser notado. No fim do primeiro tempo, um lance chamou a atenção. Aos 40 minutos, Ederson sofreu entrada dura do lateral Fagner. Fagner também acertou a bola, mas aplicou uma tesoura no camisa 10 Rubro-Negro. O juiz sequer marcou falta. E mais: expulsou o técnico do Flamengo, Zé Ricardo, por reclamação. Pouco depois, aos 45, Ederson fez uma falta normal em Fagner e recebeu amarelo. No segundo tempo, no lance que originou o primeiro gol do Timão, marcou uma falta duvidosa de Jorge em Rodriguinho.    
Por Gazetaweb,com GloboEsporte
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário