Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Botafogo marca nos acréscimos, vence Figueirense e cola no G6

Na próxima rodada, o Botafogo vai receber o Internacional, na Arena Botafogo, quarta-feira (12) às 21h45
Gazeta Esportiva
Fogão marcou no último minuto e bateu o Figueirense por 1 a 0 em FlorianópolisAGIFFogão marcou no último minuto e bateu o Figueirense por 1 a 0 em Florianópolis
Com um gol do volante Bruno Silva, marcado nos acréscimos, o Botafogo derrotou o Figueirense por 1 a 0, em partida disputada na tarde deste domingo, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O resultado fez o Alvinegro de General Severiano subir para a sétima posição, com 44 pontos ganhos, um a menos que o Atlético-PR, primeiro time do G6 do Brasileirão. O Figueirense, que fez grande campanha para atrair a torcida, segue em situação complicada na competição. O time catarinense é o 18º colocado com 31 pontos ganhos e segue ameaçado pelo rebaixamento.
O Botafogo não fez uma grande partida e foi dominado durante a maior parte do confronto, mas soube se defender com competência e teve a felicidade de conseguir marcar o gol da vitória aproveitando o descuido do adversário. O Figueirense teve mais posse de bola e desperdiçou algumas chances que poderiam ter modificado a história da partida.
Na próxima rodada, o Botafogo vai receber o Internacional, na Arena Botafogo, quarta-feira (12) às 21h45.  No mesmo dia, às 19h30, o Figueirense tem confronto direto contra o Coritiba, no Couto Pereira.
O jogo – Apoiado por sua torcida, o Figueirense começou a partida no ataque e, logo aos dois minutos, criou a primeira situação de perigo em chute de Rafael Moura que passou longe do gol defendido por Sidão. O Botafogo respondeu com cobrança de escanteio executada por Camilo que obrigou Gatito Fernandes a se esforçar para tirar a bola da pequena área. Alemão apanhou o rebote, mas mandou para longe.
O Figueirense tinha uma postura mais ofensiva com lançamentos constantes para Rafael Moura, enquanto o time carioca mantinha apenas Vinicius Tanque na frente.
Aos 12 minutos, Rafael Moura tabelou com Lins e entrou na área, mas adiantou a bola e o goleiro Sidão saiu para fazer a defesa. Armado com três volantes, o Botafogo ficava pouco tempo com a bola, mas se defendia com eficiência. O Figueirense tentava manter a pressão, mas não conseguia criar condições para concluir por causa da boa marcação da equipe carioca.
O Figueirense pediu a marcação de pênalti aos 22 minutos quando o atacante Lins invadiu a área e caiu ao ser desarmado por Enerson Santos, mas a arbitragem nada viu de irregular. Logo depois, Rafael Moura conseguiu invadir a área botafoguense, mas foi bloqueado quando tentou a conclusão.
O Botafogo continuava se defendendo muito bem e impedindo que o Figueirense chegasse com perigo na sua área. Só aos 41 minutos é que a torcida catarinense voltou a se agitar quando Dodô lançou Lins na corrida, mas o goleiro Sidão foi mais ágil e ficou com a bola.
Um minuto depois, o Botafogo teve a melhor chance para marcar. Após cobrança de escanteio, a bola ficou sobrando na área e Vinicius Tanque emendou de primeira, mas a bola encobriu o travessão.
O Figueirense voltou ainda mais ofensivo para o segundo tempo. Aos três minutos, Pará cruzou da esquerda, Rafael Moura cabeceou e a bola desviou em Emerson e saiu, dando grande susto no goleiro Sidão. Logo depois, o He-Man apareceu outra vez na área com outra cabeçada que levou muito perigo. Só aos nove minutos é que o Botafogo se livrou da pressão e chegou ao ataque com um chute despretensioso de Bruno Silva.
Disposto a aumentar o poderio ofensivo do Figueirense, o técnico Marquinhos Santos trocou o meia Elvis pelo atacante Everton Santos.
Aos 14 minutos, o Figueirense voltou a desperdiçar uma grande oportunidade de marcar o primeiro gol. Após cobrança de escanteio, a bola foi desviada e se ofereceu a Rafael Moura inteiramente livre, mas o atacante bateu para fora, quando tinha tudo para colocar a bola nas redes.
No Botafogo, o técnico Jair Ventura decidiu mudar o inofensivo ataque e trocou Neilton e Vinicius Tanque por Rodrigo Pimpão e Sassá. O time carioca voltou a se complicar aos 19 minutos quando Carli e Sidão hesitaram e quase que Rafael Moura aproveita a sobra. Um minuto depois, a equipe de General Severiano chegou na área catarinense com uma conclusão perigosa de Sassá.
O Figueirense seguiu pressionando em busca do primeiro gol, enquanto o Botafogo não conseguia se encontrar e pouco criava no setor ofensivo. O time de General Severiano só apareceu no ataque aos 29 minutos, quando o lateral Alemão arriscou um chute de longa distância e o goleiro Gatito Fernandes fez grande defesa, espalmando para escanteio.
Aos 35 minutos, Ayrton cruzou da direita e os atacantes Rafael Moura e Rafael Silva chegaram atrasados e perderam a chance de concluir.
O Botafogo teve ótima oportunidade de marcar o gol da vitória aos 42 minutos quando Rodrigo Pimpão tocou para o artilheiro Sassá na pequena área, mas o goleiro Gatito salvou com os pés .
Quando tudo indicava que a partida terminaria empatada, o Botafogo marcou aos 46 minutos, através do volante Bruno Silva que aproveitou um ótimo lançamento de Rodrigo Pimpão e bateu, de primeira, sem chances para o goleiro Gatito Fernandez.
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário