Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

CRB perde de virada para o Atlético-GO e desperdiça chance de voltar ao G4

Galo completa 4º jogo sem vencer em casa e cai para a 9ª colocação na Série B do Brasileiro  
Por Bruno Soriano | Portal Gazetaweb.com
Volante Olívio tenta o desarme
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
Não foi desta vez que o CRB reencontrou o caminho das vitórias diante de seu torcedor. Na noite desta terça-feira (04), no Rei Pelé, o Galo voltou a campo para encarar o Atlético-GO, precisando vencer para tentar uma vaga de volta no G4 da Série B. O time da casa fez um primeiro tempo regular e abriu o marcador aos 38, mas acabou cedendo a virada no segundo tempo, estacionando nos 43 pontos e perdendo valiosa posição.
Com o resultado de 2x1 para o novo líder do Brasileiro, o Galo caiu para o 9º lugar, atrás do Criciúma-SC pelo saldo de gols (4x3), completando quatro partidas (sendo três derrotas e um empate) sem saber o que vencer no Trapichão - a última vitória foi contra o Oeste-SP, no dia 30 de agosto, quando o time alvirrubro fez 3x1. Agora, a distância para a zona de classificação é de cinco pontos.
E a equipe do técnico Mazola Júnior já começa a voltar suas atenções para mais um compromisso fora de casa, desta vez em Curitiba, onde, na noite deste sábado, vai encarar o Paraná, que, com apenas 33 pontos, tenta se ver livre da zona de rebaixamento. Para o duelo no Durival Britto, Mazola - que não deve poupar o elenco de novo puxão de orelha até o próximo final de semana - não terá nenhum desfalque por suspensão.
Wellinton Júnior foi uma das novidades na equipe titular do Galo
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS




















Adalberto abre o placar
O Galo entrou em campo com várias mudanças, a começar pelo comando técnico, já que Mazola Júnior, expulso por reclamação contra o Bragantino, não esteve à beira do gramado no Rei Pelé. 
Com isso, coube ao auxiliar, João Brigatti, escalar uma equipe muito diferente no setor defensivo, com Diego de volta à lateral e a dupla Jussani/Boa Ventura no banco de reservas - Adalberto e Gabriel (que não atuava desde o Alagoano) iniciaram a partida. Por fim, no setor de ataque, Wellinton Júnior voltou a jogar com Zé Carlos.
Adalberto cabeceia no canto do goleiro para abrir o marcador
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS




















E quando a bola rolou, o torcedor regatiano viu, de início, uma disputa equilibrada. A primeira boa chance foi do Atlético, aos 5 minutos, quando o alagoano Júnior Viçosa (ex-ASA) dominou bola pela esquerda e, no cochilo da zaga regatiana, chutou forte de fora da área, obrigando Juliano a fazer boa defesa.
O Galo respondeu à altura somente aos 27, em cruzamento da esquerda para Zé Carlos, que não conseguiu o domínio. A zaga afastou parcialmente e Wellinton ficou com a sobra, chutando rasteiro e vendo a redonda passar perto do poste esquerdo do goleiro Klever.
Zagueiro regatiano comemora o gol junto a companheiros de time
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS




















O Atlético ainda teve boa chance em cabeceio do zagueiro Marllon, mas foi o CRB quem abriu o marcador, aos 38 minutos, após Magrão quase marcar de fora da área. O próprio Magrão foi para cobrança de escanteio e mandou na cabeça de Adalberto. O zagueirão foi no segundo andar e testou no canto direito do goleiro, sem chance de defesa: 1x0.
Virada atleticana
Júnior Viçosa cabeceia no canto esquerdo de Juliano...
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS




















O Galo voltou com a mesma pegada, criando boas chances. Uma delas surgiu aos cinco minutos, quando Magrão foi acionado pelo meio e chutou de primeira, buscando o ângulo superior direito do goleiro Klever. A bola passou raspando o travessão.
O time da casa seguiu em cima para confirmar a vitória com um segundo gol. O jogo ficou aberto e, aos 17, Brigatti trocou Luidy por Roger Gaúcho, que cometeu falta desnecessária logo em seu primeiro lance. Luiz Fernando foi para a cobrança e cruzou na segunda trave, onde Júnior Viçosa, nas costas da zaga, cabeceou à queima roupa, deixando tudo igual, aos 19 minutos: 1x1.
...e sai para comemorar provocando a torcida alvirrubra
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS




















Já  aos 27, foi a vez de Zé Carlos sair para a entrada de Neto Baiano. Sete minutos depois, Wellinton Júnior deu lugar a Assisinho, e o Galo partiu para o tudo ou nada. Aos 39, teve a chance do jogo com Gerson Magrão, que recebeu grande passe de Galdezani e soltou uma bomba, mas Klever saltou no canto esquerdo para fazer grande defesa, espalmando para escanteio.
Como quem não faz, leva, o Atlético chegou à virada aos 44, em novo lance de bola parada. Cobrança de falta pela direita e, na desatenção da zaga regatiana, o zagueiro Ricardo Silva subiu livre de marcação e testou para garantir a vitória atleticana no Trapichão: 2x1.
Zagueiro sobe mais alto que todo mundo e garante vitória do Dragão
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário