Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Netflix: Luke Cage é a 1ª produção da Marvel protagonizada por negro

Personagem afro-americano foi apresentado na série Jessica Jones
Diário de Pernambuco
Reprodução / Netflix
Luke Cage, nova produção resultante da parceria entre Netflix e Marvel, estreia amanhã com expectativas diferentes das demais séries de super-heróis. Para além de boa dose de aventura e ação, a produção chega também com a promessa de trazer maior protagonismo a personagens negros no universo das adaptações de quadrinhos para a TV.

Desde a origem nas HQs, em 1972, o personagem esteve na dianteira: foi o primeiro negro a estrelar revista em uma grande editora. O pioneirismo também está na adaptação televisiva, já que é a primeira produção de super-heróis da Marvel centrada em um personagem afro-americano. Na revistas, Luke Cage é um morador do Harlem, bairro real de Nova York habitado principalmente por afro-americanos, que é injustamente preso e submetido a um experimento científico que acaba garantindo a ele superforça e pele invulnerável.

Ainda pouco conhecido entre os não leitores das HQs, Cage foi introduzido no universo televisivo da Marvel em Jessica Jones, série da Netflix exibida em 2015. Nos quadrinhos, os personagens são casados e têm uma filha, enquanto na TV o relacionamento dos dois está no início.

A boa recepção do público pela participação de Cage (Mike Colter) no programa da heroína acabou levando a Netflix a antecipar a produção do show, que viria apenas após a exibição dePunho de Ferro, agora previsto para 2017. Uma escolha aparentemente acertada, já que a nova série parece fugir da fórmula usada em Demolidor e Jessica Jones e trazer mais diversidade, com cenários não explorados anteriormente e cultura negra.

Confira o trailer:
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário