Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Plano de desenvolvimento do Canal do Sertão prevê contemplar 451 famílias

Primeira etapa já trabalha com 140 famílias de pequenos agricultores do Alto Sertão
Agência Alagoas
Apoio do Estado pretende levar inclusão produtiva aos perímetros irrigados (Foto: Ascom / Seagri-AL)Apoio do Estado pretende levar inclusão produtiva aos perímetros irrigados (Foto: Ascom / Seagri-AL)
Um sonho está se tornando realidade através de uma parceria que está dando certo. O desenvolvimento rural dos perímetros irrigados do Canal do Sertão está sendo alcançado. O Governo de Alagoas, em parceria com a Universidade Federal de Alagoas e Projeto Dom Hélder (PE), Fundação Instituto do Desenvolvimento Agrícola (Fida), está executando um plano de desenvolvimento rural, com ênfase na transformação social, produtiva e de acesso a mercados com famílias de pequenos agricultores, no perímetro do Canal do Sertão.
Na elaboração participativa do plano, feita pelos técnicos especializados das instituições envolvidas, constam no seu conteúdo a construção de 140 módulos de produção e aprendizagem, assessoria técnica permanente, diagnóstico, adução e distribuição de águas para residências.
Constam ainda dentro do plano de ação, a capacitação assessoria técnica em organização social, cooperativismo, metodologia participativas de geração de conhecimento, produção irrigada ecológica e organização para a comercialização locais e institucionais.
Para o secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos, a concepção do plano de desenvolvimento em curso no Canal do Sertão, é a concretização de um sonho de mais de duas décadas e que seguramente vai contribuir efetivamente com o fortalecimento da agricultura familiar.
(Foto: Ascom / Seagri-AL)
“O plano do Canal do Sertão é voltado especialmente para as famílias ribeirinhas que residem no semiárido alagoano, e consolida-se num projeto que vai gerar emprego, renda e, consequentemente, o desenvolvimento do Estado de Alagoas”, reconhece o secretário Álvaro Vasconcelos.
Como explica o assessor técnico da Seagri, Reinaldo Falcão, o grupo de trabalho formado com técnicos do Governo de Alagoas, por meio da Seagri, Universidade Federal de Alagoas e Projeto Dom Hélder (PE) vem trabalhando num levantamento com as famílias que já produzem no entorno do Canal do Sertão.
Nessa primeira etapa, informa Falcão, os técnicos das instituições envolvidas no plano de desenvolvimento do Canal do Sertão trabalham 140 famílias selecionadas, com levantamento técnico de tipo de solo, irrigação, manejo e quais os tipos de cultura que estão produzindo.
Rosivaldo da Silva, 44 anos, agricultor do Acampamento Boa Vista, em Delmiro Gouveia, afirma que é muito importante a assistência que o governo de Alagoas vem dando aos agricultores e chega numa boa hora. “A gente que vive da lavoura, a água e os projetos só vão trazer benefícios para as famílias do Sertão”, comemora.
(Foto: Ascom / Seagri-AL)
Em reunião realizada na Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), os técnicos das instituições envolvidas no Plano de Desenvolvimento do Canal do Sertão se reuniram para avaliar os primeiros diagnósticos feito no semiárido com as famílias selecionadas.
Nos 140 módulos previstos para o Canal do Sertão, o projeto prevê o atendimento para 451 famílias, onde será contemplado com sistema de irrigação por gotejamento, exercício de gestão e comercialização da produção, cultivos agroecológicos, infraestrutura de adução e distribuição para o consumo familiar e comercialização.
Entre as ações já planejadas estão a criação de feiras da agricultura familiar, estratégias e ações para ocupar os mercados locais do PNAE e PAA e, ainda, integração de políticas, programas e projetos dos governos federal e estadual, para atender aos principais desafios e potencialidades identificados no diagnóstico do plano.
Para o agricultor José Vicente, aposentado e com 67 anos de idade, que planta feijão, milho e palma, a vinda dos técnicos do governo só vai melhorar as condições da produção e também a irrigação das lavouras. “Além da assistência técnica, vamos ser beneficiados com água para o consumo da família e dos animais”, afirma.
Dos municípios já beneficiados com o diagnóstico do Plano de Desenvolvimento do Canal do Sertão, estão Delmiro Gouveia, Pariconha, Água Branca, Inhapi e Olho D’Água do Casado.
Serão 23 comunidades, povoados e assentamentos rurais do Sertão e Alto Sertão de Alagoas, que residem às margens do Canal do Sertão que passarão a ser contemplados com o Plano de Desenvolvimento elaborado pelo Governo de Alagoas, por meio da Seagri, Ufal e Projeto Dom Hélder Câmara e Fundação Instituto do Desenvolvimento Agrícola (Fida).
A conclusão do plano em execução do Sertão será apresentado, em dezembro, ao governador Renan Filho e ao secretário Álvaro Vasconcelos, da Seagri, no Palácio República dos Palmares, pelos técnicos das instituições envolvidas.??????
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário