Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Segundo dia da “II Bienal do Livro” de Paulo Afonso é marcada pela presença de escritores Alagoanos

Crédito: Marcos Maciel
Na II Bienal do Livro de Paulo Afonso, sertão da Bahia teve de tudo, no sentido de muito conhecimento, história e cultura. Para o escritor do livro “Água Branca – História e Memória”, Edvaldo Araújo Feitosa da cidade de Água Branca, ainda sertão, porém de Alagoas, suas palavras foram de agradecimento aos organizadores do evento.
Depois de fazer questão de citar o nome de um por um, dos organizadores, Feitosa, disse que a realização de um evento de tamanha importância só se dá através desses fatores. O escritor ainda citou a participação do presidente da Academia de Letras de Paulo Afonso, Francisco Araújo Filho e demais representantes; Instituto Geográfico e Histórico de Paulo Afonso; Estudantes e público em geralAs minhas palavras são de agradecimentos aos organizadores do evento, professor Galdino, escritor João de Souza Lima, representantes da Academia de Letras, Instituto Geográfico e Histórico de Paulo Afonso, estudantes e público em geral. Esse conjunto de fatores, unidos aos pensamentos de cada escritor que aqui se fez presente foi o que fez essa II Bienal do Livro de Paulo Afonso acontecer”, disse o escritor Edvaldo Araújo.
Edvaldo disse ainda, ter certeza de que outras bienais virão. “A bienal do livro, seja ela em que cidade for, é um convite as gerações e classe estudantil a permearem nesse universo do livro e da literatura”, finalizou.
A cidade de Piranhas, também foi bem representada pela escritora, Fabrini Fernandes, autora do livro de romance “Assim Será” que conversou com a nossa reportagem e falou da grande importância da II Bienal do Livro de Paulo Afonso, onde os escritores da região tem uma grande oportunidade de expor seus trabalhos e também para o enriquecimento da cultura nordestina do baixo São Francisco. “ Eu acredito que a II Bienal do Livro não é só uma porta aberta para os escritores como para cultura local, leitores, para enriquecer a cultura da região e para os jovens que estão iniciando a sua vida lendo, por que a leitura traz o conhecimento, melhora o vocabulário e a escrita, então quem ler só tem a ganhar”, concluiu.
Representando a cidade de Delmiro Gouveia, tivemos os escritores Paulo Soares, Kátia Regina Mafra e o professor, escritor e vereador por Delmiro Gouveia Edvaldo Nascimento que deu uma palestra durante o evento.
Ainda durante o evento estiveram presente o grupo folclórico do povoado Salgado, zona rural de Delmiro Gouveia, Ezequiel Fernando – cordelista e poetisa – Alessandra Figueiredo e o cantor e artista Chico Mendes, que finalizou o evento com a música Balada do Louco de autoria da cantora Rita Lee em parceria com seu ex-marido Arnaldo Batista (Os Mutantes).
Fonte: Editora Guia Mais
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário