Uma atitude pode mudar o mundo. Doe para o CASCA

Quaresma: Tempo de Conversão



A Quaresma é um tempo de 40 dias, inicia-se na Quarta-feira de cinza e estende-se até a Missa da Ceia do Senhor, exclusive. A finalidade essencial é preparar-nos para a Páscoa do Senhor. Sua fundamentação tem sustentação bíblica: a) 40 anos do povo de Deus no deserto; b) 40 dias de Moisés no Monte Sinai; c) 40 dias que gigante Golias desafiou Israel e Davi matou-o; d) 40 dias de Elias no Horeb; e) 40 dias que Jonas pregou a penitência as ninivitas. Sua espiritualidade muita rica, pois desde a liturgia da Palavra dos dias quaresmais até suas práxis prepara substancialmente os fieis a vivenciaram a graça de Deus em suas vidas. Como muitas vezes na história da Salvação o povo de Deus foi tentado: Ex:14;  Ex 16,3; Nm 11; Nm 14, 1-4. Nas nossas tentações precisamos combater as ações do inimigo que visa nos tirar do caminho de Deus.
1.      Índole Quaresma

  • BATISMAL- Somos regenerados por Cristo, tornando-se novas criaturas, gradativamente a liturgia quaresmal conduz-nos para a Renovação das promessas batismais, para renovarmos nossa aliança com Deus.
  • PENITENCIAL -  Propõe ao crente a conversão e o reconhecimento das faltas, incentivando ao esforça-se cada um na busca da configuração a Cristo
  • ECLESIAL- É uma ocasião que convida toda a Igreja a deixar-se purificar por Cristo.

     
2.      PRÁXIS ESPIRITUAL E PASTORAL

 
  • Realizar Vias-sacras;
  • Não se admite flores no altar;
  • Não se entoa o aleluia e nem gloria;
  • Reza-se o credo;
  • Os instrumentos e as músicas devem ser sóbrios;
  • Pode-se cobrir as imagens de acordo com o costume local ou no V Domingo da Quaresma;
  • Confessar-se;
  • Rezar as práticas devocionais do costume local (procissões, caminhadas penitenciais e outras orações;

     

     
3.      PRÁTICAS PARA VIVENCIAR CORRETAMENTE A QUARESMA

 
  • ORAÇÃO: Intensificar a oração pessoal e comunitária, como expressão do coração do crente que amando a Deus, possa viver de maneira mais intima com o Criador.

    - Vias sacras 

    -Terço

    -Práticas devocionais

     
  • JEJUM (PENITÊNCIA): O fiel deve abster-se de carne as sextas-feiras e outros dias do tempo quaresma, exceto no domingo.

    - Cân. 1251 Observe-se a abstinência de carne ou de outro alimento, segundo as prescrições da Conferência dos Bispos, em todas as sextas-feiras do ano, a não ser que coincidam com algum dia enumerado entre as solenidades; observem-se a abstinência e o jejum na quarta-feira de Cinzas e na sexta-feira da paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo.
    Cân. 1252 Estão obrigados à lei da abstinência aqueles que tiverem completado catorze anos de idade; estão obrigados à lei do jejum todos os maiores de idade até os sessenta anos começados. Todavia, os pastores de almas e os pais cuidem que sejam formados para o genuíno sentido da penitência também os que não estão obrigados a lei do jejum e da abstinência, em razão da pouca idade.



    - Com referência ao cânon 1251, a CNBB afirma que o fiel católico brasileiro pode substituir a abstinência de carne por uma obra de caridade, um ato de piedade ou comutar a carne por um outro alimento.

     

    Dentro da perspectiva da penitência pode-se enxertar a prática da mortificação diária ou abstenção de algo que você gosta, como forma de exercício de piedade cristã.

    Ex: Renunciar as redes sociais, as vezes prejudica sua vida espiritual, tornando-se vicio; Programas de televisão, que não te levam ao caminho da santidade; Fazer o propósito do silêncio, pois as vezes peco contra a caridade, descumprindo os mandamentos: levanto falso contra meu irmão e julgo sem conhecer a realidade (fofoca) e dentre outras coisas que me impedem de ser mais santo.

     
  • ESMOLA (CARIDADE):  O período Quaresmal é o tempo propicio para se vivenciar de maneira mais forte  a caridade em favor do outro. Claro, toda a nossa vida deve ser caritativa, contudo, este tempo é necessário para experimentar de maneira rica a prática da esmola.

     
  • LECTIO DIVINA: Escolher um livro da Sagrada Escritura, especialmente indico: Gêneses, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio, ou ainda, Salmos, As Cartas de São de Paulo   ou um dos 4 Evangelhos. Não é somente a leitura, mas usá-las para favorecer sua oração. 

     
  • SILÊNCIO: Resignar-se a prática do silêncio orante, aquele que brota do interior, fruto de uma intimidade constante com Deus. 

 Padre Jerônimo Pereira
Compartilhar no Google Plus

About tvmais delmiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário